Previous
Next

Trigo TBIO Sossego

Uma nova cultivar com alta resistência as principais doenças promete revolucionar o mercado de trigo no Brasil nos próximos anos. O TBIO Sossego foi apresentado para centenas de produtores, técnicos e pesquisadores da triticultura brasileira, durante a 9ª Reunião da Comissão Brasileira de Pesquisa de Trigo e Triticale (RCBPTT), realizada entre os dias 8 e 9 de julho em Passo Fundo (RS).

A cultivar que chega aos multiplicadores em 2016 e ao mercado em 2017, oferece perspectivas promissoras para quem pretende investir na cultura nos próximos anos. Segundo o diretor de negócios da Biotrigo Genética, André Cunha Rosa, o TBIO Sossego é considerado a cultivar de melhor pacote fitossanitário já lançado do país por apresentar excelente potencial produtivo, sanidade foliar e de espiga e ampla adaptação. “Como o próprio nome diz, o TBIO Sossego oferece maior segurança ao produtor, máxima segurança de germinação na espiga, elevado potencial de rendimento e qualidade industrial como nenhum outro”, destacou. A cultivar de ciclo médio, equilibrado perfilhamento, apresenta elevada resistência à germinação na espiga e debulha natural, juntamente com boa tolerância ao acamamento. A indicação é para lavouras de baixo e médio investimento em todas as regiões tritícolas do país.

Sobre a Biotrigo Genética

Fundada em 2008, a Biotrigo traz na bagagem um programa de melhoramento genético com mais de duas décadas e vêm incorporando as mais modernas tecnologias às cultivares Biotrigo (TBIO), com o objetivo de levar qualidade, tecnologia, segurança e maiores rendimentos ao produtor e a toda cadeia. Localizada em Passo Fundo, região Norte do Rio Grande do Sul, e com filial em Campo Mourão, no Paraná, a empresa atende a diversos estados do território brasileiro, além de exportar para países do Mercosul e América do Norte. Detentora de aproximadamente 90% de marked share no Rio Grande do Sul e 67% no Brasil, a Biotrigo Genética atualmente conta com um portfólio de 14 cultivares de trigo, incluindo dois novos projetos focados em segmentos ainda inéditos no mercado.
Esta tecnologia, segundo o Diretor Técnico da Biotrigo, Ottoni Rosa Filho, é resultado de mais de duas décadas do programa de melhoramento.  “Nossas cultivares resultam de pesquisa e investimento em tecnologia e, por isso, são reconhecidas como de excelente produtividade e de um ótimo balanço entre qualidade para a indústria panificadora e características agronômicas, facilitando o manejo e oferecendo segurança ao produtor rural”, destacou.

Fonte: Rádio Uirapuru/Assessoria de Imprensa